China propõe New IP como alternativa ao protocolo TCP/IP

14

Por Caroline Boletta e Gabriella Nichols

A China, junto com a Huawei e outras operadoras de rede, propôs à União Internacional de Telecomunicações (UTI) a criação de um novo sistema de internet alternativo ao TCP/IP. O New IP seria mais eficiente para atender à demanda de IoT (Internet of Things), que deverá atingir um trilhão de dispositivos conectados até 2035. A proposta é que o New IP atenda a tecnologias emergentes de rede de transporte, como satélites, redes dinâmicas (em cenários V2X) e redes de acesso THz em futuras redes 6G. A digitalização social e industrial afetará muitas indústrias verticais através da viabilização, por exemplo, da fabricação industrial por meio de novos meios para realidade virtual e aumentada ou através da multimídia holográfica de visão total.

Impacto em Segurança e Defesa: Possível futuro aumento do controle e da restrição de acesso à internet e da vulnerabilidade de sistemas de IoT que já utilizam plataformas operacionais distintas e estariam sujeitas ao bloqueio de acesso por critério subjetivo das operadoras. Especialistas alertam que governos e operadoras poderiam se utilizar do New IP para censurar a entrada de novos endereços na rede. Outra questão envolveria a segurança de dados e o aumento da fragilidade em sistemas de controle chave para a segurança nacional, por meio, por exemplo, do aumento de ataques distribuídos de negação de serviço, os chamados DDoS (Distributed Denial of Service).

Fonte: HUAWEI. A Brief Introduction about New IP Research Initiative. 20 apr. 2020. Disponível em: https://www.huawei.com/en/industry-insights/innovation/new-ip.